Todos nós, em algum momento da vida, já tivemos que lidar com pessoas tóxicas. Seja no trabalho, na família, ou no condomínio, em algum momento teremos que conviver e precisamos ter clareza de que estamos lidando com pessoas tóxicas. 

Embora as pessoas tóxicas não devam ser demonizadas (elas obviamente precisam de ajuda para mudar seus padrões de comportamento prejudiciais), é importante saber a hora de distanciar-se desses padrões de pessoas, pois se nos envolvermos demais, podemos ficar totalmente sem energia.

E para te ajudar a identificar os principais padrões desses vampiros energéticos, confira um breve perfil dos tipos mais comuns:
pessoa controladora chefe

O controlador

Essas pessoas não admitem que algo não seja feito do jeito delas. São mais difíceis de lidar se estiverem em uma posição de comando, como chefes, pais ou professores. Pessoas dominadoras têm a mente fechada e podem até ser agressivas e manipuladoras.

Nos relacionamentos, elas não gostam de se comprometer e procuram não se importar com os desejos e sentimentos do outro. Eles podem ser excessivamente críticos e encontrar falhas em tudo o que você faz.

mulher invejosa
[frontpage_news widget=”16157″ name=”Leia mais em Bem Estar:”]

O invejoso

Muitas vezes, essas pessoas usam uma máscara para esconder suas próprias inseguranças e profundos sentimentos de inadequação. 

Embora não seja incomum sentir um pouco de inveja de vez em quando, o tipo invejoso demonstra seus sentimentos de maneiras tóxicas: são extremamente competitivos, depreciativos, traidores e sabotadores do seu sucesso. Raramente fazem elogios ou se sentem realmente felizes com o sucesso alheio.  

chorão, reclamão

O chorão, reclamão

Esse tipo se sente como se o mundo inteiro estivesse contra ele. Eles têm a “síndrome de Ió” – aquele burrinho cinza da turma do Ursinho Pooh, que está sempre reclamando, descontente e nunca se sente realizado com nada.

Eles aumentam seus problemas e as falhas dos outros e raramente desejam tomar uma atitude positiva para mudar suas circunstâncias. A atitude “pobre de mim” é deprimente e você pode se sentir esgotado ao passar muito tempo com pessoas assim.

fofoca no escritório

O fofoqueiro

Estão mais preocupados com a vida do outro do que com a sua própria. Nunca falam de planos, projetos, ideias, só a vida do outro interessa. Os fofoqueiros querem saber as últimas novidades sobre a vida dos outros para poder espalhar as histórias por aí. Sair com esse tipo de pessoa vai rebaixar a sua inteligência e você pode descer ao nível dela.

pessoa egocêntrica

O egocêntrico superficial

Este tipo tende a acreditar que o mundo gira em torno deles e de seus desejos. Parecem egoístas e indiferentes sobre como suas ações e palavras afetam as pessoas ao seu redor. Sua superficialidade e falta de empatia podem fazer com que você se sinta invisível e negligenciado. Seus interesses geralmente estão centrados em coisas superficiais – glamour, aparência, sucesso financeiro e status.

autodestrutivo

O autodestrutivo

Você pode reconhecer o tipo autodestrutivo pelo drama que fazem. Muitas vezes são apanhados por formas negativas de pensamento e padrões de comportamento que os levam ao fracasso e à desesperança. Podem ser viciados em drogas, álcool, co-dependentes e vítimas de parceiros abusivos. A autodestruição também pode aparecer na maneira como eles pensam sobre si mesmos. Eles tendem a dizer coisas horríveis para si mesmos, como “Eu sou um fracasso”, “Sempre vou me decepcionar”, “Sou um inútil” e “não tenho talento”. Embora seja normal apoiá-los e ter empatia por eles, em algum momento, esse apoio pode lhe fazer mal. Incentive-os a procurar ajuda profissional e não caia na armadilha de ser conselheiro para sempre.

Quer aprender a proteger a sua energia? Conheça os nossos cursos!

[frontpage_news widget=”16112″ name=”Leia também”]
Equipe Eleve-se

Sobre Equipe Eleve-se

Somos a equipe de redatores do Eleve-se e estamos sempre em busca de novidades e assuntos interessantes para você. Quer sugerir um tema? Mande uma mensagem para o e-mail contato@eleve-se.com.br

Postagens Relacionadas